DSpace Repository

Incorporação de resíduo de vidro em pó em argamassa de assentamento

Show simple item record

dc.contributor.author Oliveira, Kaique Fernandes de
dc.contributor.mbanca Sornas, Mariana Del Hoyo
dc.contributor.mbanca Sales, Ronan Souza
dc.contributor.mbanca Pimenta, Heytor Marcos Silva
dc.contributor.orientador Sorna, Mariana Del Hoyo
dc.date.accessioned 2019-04-05T15:47:33Z
dc.date.available 2019-04-05T15:47:33Z
dc.date.defesa 2018-11-08
dc.date.issued 2018
dc.identifier.uri https://repositorioinstitucional.uniformg.edu.br:21074/xmlui/handle/123456789/783
dc.description TCC (Graduação em Engenharia Civil) - Centro Universitário de Formiga, 2018. pt_BR
dc.description.abstract O ciclo produtivo da construção civil, exibe grandes impactos ambientais em todas as suas etapas, sendo considerada uma das maiores consumidoras de matérias-primas naturais a mesma também e rotulada como uma grande geradora de resíduos. Para minimizar estes impactos a incorporação de resíduos sólidos industriais em materiais de construção civil, vem se tornando uma alternativa interessante, os mesmos são incorporados na produção de argamassas, concretos, blocos cerâmicos, dentre outras. O objetivo desse trabalho foi analisa os efeitos da substituição em 15%, 20% e 25% de resíduo pó de vidro float por cimento Portland , em argamassas de assentamento. O presente estudo foi desenvolvido por meio de comparação dos resultados de uma argamassa com produção convencional ou seja livre de po de vidro e as propriedades das argamassas produzidas a partir da substituição do cimento. Todos os corpos de prova foram moldados com o mesmo traço, tendo sua única fonte de variação a substituição em porcentagens de pó de vidro por cimento. As argamassas foram estudadas no estado endurecido, onde foram feitos testes para avaliar as propriedades da nova argamassa em vários aspectos, como resistência a compressão e se haverá alguma reação indesejada na relação vidro/cimento. O ensaio de resistência apresentou uma perda gradativa na resistência a compressão à medida que substituía-se o pó de vidro por cimento. Entretanto, essa queda não afetou o limite de resistência da argamassa de assentamento, visto que todos os resultados do experimento foram superiores. Estes resultados indicam o potencial de utilização do resíduo de vidro como substituto parcial do cimento em argamassas de assentamento, apresentando qualidades adequadas de resistência a compressão, e viabilidade sustentável, contribuindo assim com o meio ambiente e consequentemente reduzindo os impactos ambientais. pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.subject Argamassa pt_BR
dc.subject Argamassa-Agregados pt_BR
dc.title Incorporação de resíduo de vidro em pó em argamassa de assentamento pt_BR
dc.type Working Paper pt_BR


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account