DSpace Repository

Quantificação e caracterização de microrganismos psicrotróficos em leite cru refrigerado de um laticínio na região de Piumhi-MG comparados ao leite cru refrigerado de búfalas captado no mesmo estabelecimento

Show simple item record

dc.contributor.author Leite, Layla Carolina
dc.contributor.mbanca Acúrcio, Leonardo Borges
dc.contributor.mbanca Barbosa Júnior, José
dc.contributor.mbanca Martins, Telma da Mata
dc.contributor.orientador Acúrcio, Leonardo Borges
dc.date.accessioned 2020-02-20T14:38:14Z
dc.date.available 2020-02-20T14:38:14Z
dc.date.defesa 2019-07-09
dc.date.issued 2019
dc.identifier.uri http://repositorioinstitucional.uniformg.edu.br:21074/xmlui/handle/123456789/821
dc.description TCC-Monografia (Bacharel em Medicina Veterinária) - Centro Unversitário de Formiga, 2019. pt_BR
dc.description.abstract quantificação de bactérias psicrotróficas presentes no leite cru está diretamente ligada à higienização na produção, à temperatura de armazenamento e ao período de estocagem. É desejável que o leite tenha uma contagem baixa de psicrotróficos, uma vez que esses microrganismos possuem atividade metabólica, causando alterações bioquímicas nos constituintes, diminuindo o prazo de validade dos produtos lácteos. O objetivo deste trabalho foi quantificar os microrganismos psicrotróficos, classificando a atividade das enzimas proteolíticas e lipolíticas em leite cru refrigerado e compará-los aos encontrados em leite cru refrigerado de búfalas. As amostras de leite cru refrigerado e de leite cru refrigerado de búfala, foram coletadas em tanques de expansão em um laticínio no município de Piumhi-MG, em duplicata, com uma repetição. Foram colocados 1ml de cada uma das diluições (até 10-4) em placas de Petri, que foram cobertas com ágar BHI fundente. Logo após, seguiu-se com incubação a 37°C, por 48h. Nas amostras de leite cru, os valores da contagem de microrganismos totais encontrados foram de 1,63x10⁴+5,3x102 UFC/ml, enquanto a contagem encontrada no leite cru refrigerado de búfala foi de 7,7x10⁶+1,42x106 UFC/ml. A avaliação da atuação das enzimas lipolíticas foram feitas em ágar tributirina, e as proteolíticas, em ágar caseínato de cálcio. Logo após a contagem de microrganismos, as colônias que foram isoladas no crescimento em meio ágar BHI, foram caracterizadas conforme suas características morfotípicas. A morfotintura feita por meio da coloração de Gram expressou que das dez colônias isoladas, seis eram Gram positivo (60%) e quatro eram Gram negativo (40%). Os resultados obtidos na segunda etapa mostraram baixas ocorrências de microrganismos com atuação proteolítica e não houve incidência de microrganismo com capacidade lipolítica. Nenhuma colônia obteve crescimento a 7°C. Não houve resultados expressivos nesse quesito, o que consiste em um aspecto favorável à utilização desse leite para o beneficiamento e produção de derivados. pt_BR
dc.language.iso pt_BR pt_BR
dc.subject Qualidade dos alimentos-Leite pt_BR
dc.subject Bacteriologia veterinária pt_BR
dc.subject Leite-Bactérias pt_BR
dc.title Quantificação e caracterização de microrganismos psicrotróficos em leite cru refrigerado de um laticínio na região de Piumhi-MG comparados ao leite cru refrigerado de búfalas captado no mesmo estabelecimento pt_BR
dc.type Working Paper pt_BR


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account